A ESPIRITUALIDADE QUARESMAL

A Quaresma tem início na quarta-feira de cinzas (26/02). As cinzas significam que do pó viemos e para o pó voltaremos; sinal de penitência e de que nada somos sem Deus. Este tempo é um dom precioso de Deus, forte e rico de significados, é o caminho rumo à Páscoa do Senhor. A finalidade da quaresma é preparar a Páscoa: a liturgia quaresmal conduz à celebração do mistério pascal, sejam os catecúmenos, através dos diversos graus da iniciação cristã, sejam os fiéis, mediante a lembrança do batismo e da penitência.

Tempo forte de conversão na perspectiva da Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Como outrora o povo de Deus caminhou 40 anos no deserto rumo à Terra prometida (Terra de Canaã), e Jesus, que se retirou 40 dias no deserto, preparando sua paixão, morte e ressurreição, assim os cristãos, hoje, acompanham os passos do Divino Salvador, preparando devotamente a santa Páscoa.

O tempo quaresmal é de grande convocação de toda a Igreja para que se deixe purificar por Cristo, seu esposo. Nesse sentido, é significativa a leitura do profeta Joel (2,12-18) na Quarta-feira de Cinzas. Enquanto Cristo, santo, inocente, sem mancha (Hb 7,26), não conheceu o pecado (2 Cor 5,21) e veio para expiar os pecados do povo (Hb 2,17), a Igreja, que traz pecadores em seu seio, que é santa, mas sempre necessitada de purificação, nunca deixa, sobretudo neste tempo, de fazer penitência e de se renovar (LG 8).

Durante a Quaresma, toda a Igreja também é chamada, enquanto povo sacerdotal e sacramento de salvação, a empenhar-se, de maneiras diferentes, na obra da reconciliação que lhe foi confiada pelo Senhor. A Igreja não só chama os homens à penitência mediante o anúncio do Evangelho, mas intercede também pelos pecadores. Ela se torna instrumento de conversão e de perdão, sobretudo no sacramento da penitência.

A Espiritualidade Quaresmal é caracterizada pela escuta da Palavra de Deus. A Palavra de Deus é luz que ilumina nossos passos, chama à conversão e reanima nossa confiança na misericórdia e bondade de Deus. Vamos ouvir o que Deus quer nos dizer nesta Quaresma através de sua Palavra!  Tempo forte para intensificar a escuta da Palavra de Deus, a oração, a esmola e o jejum, abrindo o coração à vontade divina e ao outro. O tempo quaresmal, por ser tempo de conversão, possibilita o caminho da verdadeira fraternidade. 

A Virgem Maria nos guie neste caminho quaresmal, nos conduza a um conhecimento cada vez mais profundo de Cristo, morto e ressuscitado, nos ajude no combate espiritual contra o pecado, nos ampare ao invocar em alta voz: “Converte-nos, ó Deus, nossa salvação". 

 

 

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena

Bispo de Nazaré - PE

© 2016-2018 por Cúria Diocese de Nazaré.