Buscar
  • diocesedenazare

Comunidades paroquiais da Diocese de Nazaré celebram Nossa Senhora da Conceição


No dia 08 de dezembro, a Igreja Católica celebra o Dogma da Imaculada Conceição de Maria. Nesta data, e nos dias que a antecedem, paróquias e comunidades dedicadas a este título – revelado por Nossa Senhora à Santa Bernadette nas aparições de Lourdes – realizam seus festejos. A Diocese de Nazaré tem ainda mais motivos para comemorar, uma vez que este território diocesano é confiado à proteção de Nossa Senhora da Conceição, sua padroeira. No Brasil, mais de 30 dioceses tem a Imaculada Conceição como padroeira ou titular.


A Solenidade foi instituída por São Paulo VI, no dia 2 de fevereiro de 1974, por meio da exortação apostólica “Marialis Cultus”, na qual ressalta a celebração e atenção especial dada a Maria no tempo do Advento. Segundo esse dogma de fé, instituído pelo Papa Pio IX, em 8 de dezembro de 1854, com a bula “Ineffabilis Deus”, a Mãe do Jesus “[...] por singular graça e privilégio do Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha da culpa original”.


Na Diocese de Nazaré, seis paróquias são dedicadas à Nossa Senhora da Conceição: Ferreiros, João Alfredo, Nazaré da Mata, Orobó, Passira e Timbaúba (Mocós). Mas comemorações acontecem em todo o território diocesano, inclusive em muitas capelas que também recebem este título. Os festejos em honra à Imaculada Conceição contam com um programação diversificada: reza do terço, ofício, novenas, procissões, apresentações culturais e missas.


A programação da Igreja Catedral Nossa Senhora da Conceição, em Nazaré da Mata-PE, começa nesta sexta-feira, 29 de novembro, e segue até o dia 08 de dezembro. A abertura da festa será feita pelo bispo diocesano, Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena. Confira a programação completa aqui!


Nossa Senhora da Conceição de Nazaré


Em 1790, foi construída uma capela dedicada a São Joaquim, na propriedade de Laranjeiras. Foi nomeado para exercer as funções de Vigário, mediante concurso, o Padre Martinho Caetano Pegado, que instalou a freguesia em 1825, na capela de São Joaquim – que canonicamente foi elevada à categoria de Matriz.


Só em 30 de Abril de 1839, por Lei Provincial nº 75, assinada pelo presidente Francisco do Rego Barros, foi criada a freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Vila de Nazaré, extinguindo-se a de Laranjeiras, cujo Vigário continuaria como Pároco na nova freguesia de Nazareth.


A nova freguesia teve, logo depois, novo vigário: o Padre Cristóvão de Holanda Cavalcanti. Uma vez instalada, a paróquia foi canonicamente elevada à categoria de Matriz, a pequenina ermida dedicada à Nossa Senhora da Conceição de Nazaré, construída em terras de Lagoa D'anta.


Em pouco tempo, a povoação de Nazaré estava muito desenvolvida; e como, em 1858, esta matriz não mais atendia às necessidades espirituais da população, foi construída no mesmo local outro templo pelo missionário Capuchinho, Frei Caetano de Messina. Substituindo o Padre Cristóvão de Holanda Cavalcanti de Albuquerque, assumiu a paróquia o Padre Jerônimo José Pacheco de Albuquerque Maranhão, que em razão de sua avançada idade teve como ajudante, nos trabalhos pastorais, o Padre Zeferino Dornelas Câmara.


Em 1918, a Paróquia de Nazaré teve a honra de ser elevada à categoria de Diocese, e ter como seu primeiro Bispo, Dom Ricardo Ramos de Castro Vilela.

115 visualizações

© 2016-2018 por Cúria Diocese de Nazaré.