Paróquia de São José 

Histórico

Aos 22 dias do mês de fevereiro do ano de 1910 o Bispo de Olinda e Recife Dr. Luiz Raymundo da Silva Brito, atendendo aos pedidos dos fieis que habitavam o povoado de Floresta dos Leões, (esse era o nome da atual cidade de Carpina na sua origem) criou a freguesia de São José e São Sebastião desmembrada das freguesias de Tracunhaém e Paudalho. Em, 13 de março de 1913 foi nomeado o 1º Vigário o Pe. João da Costa Bezerra de Carvalho.

Vários outros Padres assumiram está Paróquia: como em 1931 o Vigário Ecônomo Pe. Otacílio Pimenta; 1932 Vigário Pe. Manoel da Rocha Carvalho que permaneceu até o ano 1951 quando foi nomeado um Pró-Pároco, Pe. Petronilo Pedrosa, idealizador e fundador da Ação Paroquial de Assistência, obra social da paróquia, para atender a população carente da cidade. Em 1960, assumiu o Pe. Antonio Leitão de Melo que permaneceu até a data de 28/09/1962 quando houve a transmissão da Paróquia de São José para a Congregação Salesiana, sendo o primeiro Vigário o Pe. Antônio José de Carvalho - Inspetor Salesiano, que em 1963 nomeou como Vigário o Pe. Genário Augusto de Melo e Vigário Cooperador o Pe. Bartolomeu Arnold.

A Nova Matriz: o Pe. Petronilo teve a ideia de uma nova igreja mais ampla a fim de comportar o maior número de fiéis. Em 1960 Pe. Antônio Leitão lançou a campanha para a construção da Nova Matriz e começou a comprar os terrenos; em 19/03/63 com o Pe. Genário – Salesiano foi lançada a Pedra fundamental com grande festa, e em 1965 teve início a construção, com missa campal no local,no período  recebemos a doação do altar em mármore que veio de São Paulo doado pela Família Petribu. No dia 05/02/1967 Assumiu como vigário, Pe.José Rolim Rodrigues  e continua como cooperador Pe. Bartolomeu Arnold. Muitas campanhas se sucederam até a inauguração 08 de dezembro de 1971 realizada sob a administração do Pe. José Rolim Rodrigues, que tomou uma outra iniciativa caritativa e social muito importante: para dar assistência à população pobre da cidade fundou a Creche Santa Teresinha, que vem funcionando até hoje.

No ano de 1982 assumi o Padre Euclides.Em 1983  a 1990 o Salesiano Pe. Euclides Gonçalves Ferreira divide a Paróquia em áreas para facilitar o trabalho de evangelização; hoje são chamadas de Comunidades. Várias Capelas foram construídas nos bairros da cidade pelos Salesianos que por aqui passaram. O Pe. Euclides Gonçalves Ferreira construiu com ajuda do povo, a Capela do Sagrado Coração de Jesus no Bairro Novo (hoje sede da Paróquia do Sagrado Coração), a Capela do Imaculado Coração de Maria, no loteamento Florestinha, Capela Nossa Senhora da Conceição, no bairro Senzala, a Capela de Senhora Santana,-(hoje pertencente a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus),  no loteamento Santana e Reformou a Capela de Nossa Senhora da Conceição, no povoado de Vassouras (atualmente pertencente a Paróquia de Nossa Senhora da Soledade de Lagoa do Carro. Para atender a catequese construiu o Salão Paroquial e fundou o “Lar Dom Bosco” e o “Artesanato Maria Auxiliadora” a fim de dar atendimento a crianças e adolescentes, vítimas da exclusão social.

O Pe. César Casetta assume a administração Paroquial no  dia 01 de março de 1996 a 2000. Ele construiu, durante sua administração pastoral, a Capela de Mãe e Rainha, hoje pertencente a Paróquia do Sagrado Coração, no loteamento Jardim Neópolis, a Capela de Nossa Senhora do Carmo (hoje pertencente à Paróquia de Santo Antônio, no loteamento Três Maria), a Capela de Nossa Senhora Auxiliadora, na zona rural de Chã do Meio, que hoje pertence a Paróquia do Sagrado Coração, a Capela de Nossa Senhora Aparecida, atualmente pertencente à Paróquia de Santo Antônio e a Capela de Nossa Senhora das Graças, no loteamento do Cajá.

Com o crescimento populacional da cidade de Carpina o Bispo Diocesano Dom Jorge Tobias de Freitas resolveu dividir a Paróquia. Em 03 de maio do ano de 2002,atendendo às necessidades pastorais desmembrou da Paróquia de São José a capela de Nossa Senhora da Soledade de Lagoa do Carro, que passou a ser Paróquia. Em 13 de junho do ano de 2003, através de um Decreto, Dom Jorge Tobias de Freitas, criou a Paróquia de Santo Antonio.

Em 02 de fevereiro de 2007, com novo decreto D.Bernardino Marchió, então Administrador Apostólico da Diocese de Nazaré, deu o título de paróquia à Capela do Sagrado Coração de Jesus, já declarada quase-paróquia em 2003 por Dom Jorge Tobias.

Os trabalhos pastorais na Paróquia de São José do Carpina continuaram sendo coordenados pela comunidade salesiana, tendo como prioridade a Catequese e a preparação-realização das Santas Missões Populares.

Nestes últimos anos, com o crescimento da cidade, foram construídas também as novas capelas de São Vicente, no bairro Carneiro Leão e de São João Bosco, na Senzala, sobre a coordenação do atual administrador paroquial o Pe. Brenno Guastalla.

Em  26 de fevereiro de 2011assume Pe. José Cézar Rodrigues Teixeira que realizou muitos projetos como: construção dos confissionários climatizados, construção de novos banheiros, reforma da secretaria Paroquial, novo piso da Matriz de São José, aquisição do novo som, implantação do Curso Bíblico, aulas de violão para as crianças carentes da cidade, eu continuidade a construção da Capela Santa Cruz (hoje Capela de Nossa Senhora das Dores). e Capela São Marcos(hoje Capela de Santa Luzia), implantação da Pastoral da saúde, da Pastoral carcerária.

Em fevereiro de 2014 assume a administração Paroquial Padre Cleyton Coutinho Urbano que vem realizando um trabalho missionário voltado para a juventude através do Grupo Kairós que tem como objetivo buscar os jovens em suas diversas situações atuais: dificuldades nos relacionamentos afetivos, problemas familiares, distanciamento de Deus e da Igreja, ou  até mesmo envolvimento com drogas. Despertar nesses jovens a busca pela experiência com Deus. Realizou também a reforma do Salão Paroquial, Reforma de nossa Obra Social (Creche Santa Terezinha e Lar Dom Bosco). A criação do Brasão Oficial Paroquial,Criação da Pastoral Escolar, Pequeninos do Senhor,Acompanhamento dos Casais da Segunda União, Santificação dos Casais.

Símbolos:

  • Temos umas imagens de Nossa Senhora das Graças e do Sagrado Coração de Jesus, relíquias da primeira Matriz de São José de 1910.

 

  • O altar da Nova Matriz- sua pedra veio de São Paulo, doada pela tradicional Família Petribu que sempre tem se destacado como colaboradores para o enriquecimento religioso, a contar com a doação das terras para a instalação da Congregação Salesiana em Carpina, que até os dias atuais administram a Paróquia diocesana São José de Carpina. Neste altar contém relíquias doadas pela Diocese e pelas irmãs salesianas.

 

  • A Estátua de São José, vinda do Juazeiro do Norte, instalada na Praça de São José, em frente a matriz, marcando o local da Antiga Matriz.

© 2016-2018 por Cúria Diocese de Nazaré.