Dom Lucena envia saudação aos novos diocesanos de Nazaré da Mata (PE)

MENSAGEM DE SAUDAÇÃO À DIOCESE DE NAZARÉ

 

Que brilhe a vossa luz ” (Mt 5,16). Venho até vocês, amados irmãos e irmãs da Diocese de Nazaré, para saudar a todos com um abraço fraterno. Dirijo-me a todos vocês, membros desta Igreja que está na Zona da Mata Norte do Estado de Pernambuco, com muita alegria e apreço. Saúdo o Sr. Arcebispo e os bispos da Província Eclesiástica de Pernambuco, principalmente os bispos eméritos de Nazaré: Dom Frei Severino Batista de França e Dom Jorge Tobias de Freitas. São todos já meus irmãos prediletos.

Saúdo, de modo muito particular, os padres e diáconos desta Diocese, meus primeiros e mais próximos colaboradores. Contem comigo, assim como espero poder contar com vocês! 

Ao Pe. Antônio Inácio Pereira, administrador diocesano, agradeço todas as forças dedicadas à nossa Igreja diocesana de Nazaré. Saúdo todas as autoridades constituídas no poder legislativo, judiciário e executivo e os habitantes dos 35 municípios que compõem nossa Diocese e nossas comunidades eclesiais.

Meus cumprimentos fraternos aos religiosos e às religiosas, que, com a diversidade de seus carismas e com seu testemunho de vida, colocados a serviço da Igreja Particular, contribuem para a evangelização e para a construção do Reino de Deus. Saudações aos seminaristas e vocacionados, esperança da Igreja no futuro da evangelização, aos quais desejo que sejam perseverantes em sua caminhada de discernimento e formação. Quero saudar os leigos e leigas engajados nas mais diferentes atividades pastorais. Conto com seu protagonismo, pois, com sua presença e seu testemunho cristão, podem fazer chegar o Evangelho aonde nós não conseguimos chegar. Como nos ensina o Papa Francisco: “um pastor não se compreende sem um rebanho, que está chamado a servir. Muitas vezes vamos à frente abrindo caminho, outras voltamos para que ninguém permaneça atrás, e não poucas vezes estamos no meio para ouvir bem o palpitar do povo“.

Deus sempre nos surpreende. Surpreendeu-me com a nomeação para ser vosso 8º Bispo. Com o coração nas mãos quero falar de coração a coração, pois, para vós sou bispo mas convosco sou cristão que busca cumprir a missão. Assim, venho iniciar o meu ministério episcopal nesta Igreja Particular de Nazaré dentro do Ano Santo da Misericórdia, jubileu proclamado pelo Papa Francisco e que tanto bem tem feito à Igreja. Que seja também minha missão assim marcada por essa experiência misericordiosa.

A Diocese de Nazaré é querida e destacada por sua história e sua missão. É terra do maracatu, ritmo forte e alegre, que se reflete também no gosto de povo fiel a Deus ser Igreja.  Uma Igreja madura em preparação para os 100 anos de vida e missão, com o tema: “Vós sereis minhas testemunhas”. Igreja que deve continuar avançando sempre mais, unida e sem medo de lançar as redes em águas mais profundas. Perante todos vocês, venho, para amar e servir na função que misteriosamente me foi confiada, não por meus méritos, mas pela infinita graça e misericórdia de Deus. Sei que Deus escolhe o fraco e desprezível, para fazer brilhar unicamente a sua força.

Ao tomar conhecimento que o Papa Francisco tinha me nomeado bispo de Nazaré, supliquei a Deus e senti que o abandono consciente à sua vontade tem uma força que inspira coragem. E, confio a minha missão à Nossa Senhora da Conceição, nossa excelsa padroeira, Mãe da Misericórdia.

Ao saudar-vos, já tenho todos no meu coração. “Peço que lutem comigo nas orações que vocês dirigem a Deus em meu favor” (Rm 15,30). Nos encontraremos dia 18 de setembro, um domingo, data já marcada para a posse canônica, às 17h. Rezem por mim! Deus os abençoe e guarde.

Guarabira, 13 de julho de 2016

 

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena

Bispo nomeado da vacante Diocese de Nazaré – PE

© 2016-2018 por Cúria Diocese de Nazaré.