A Missão é de Deus

Iniciamos o mês de outubro de 2018, rico em celebrações e acontecimentos extraordinários. Com Santa Teresinha do Menino Jesus, começamos o mês das missões em nossas comunidades, em sintonia com a Campanha da Fraternidade deste ano, com o tema: “Enviados para testemunhar o Evangelho da Paz”, e o lema: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). É missão de todos nós promovermos uma cultura de paz, à luz da Palavra de Deus, como caminho de superação da violência.

 

A nossa missão nasce da mesma missão de Jesus, o enviado do Pai para transmitir a paz que o mundo tanto almeja: “A paz esteja com vocês. Assim como o Pai me enviou, eu também envio vocês” (Jo 20,21).  Rumando para a mensagem do Papa para o Dia Mundial das Missões, dia 21, centrada no Sínodo da Juventude, em Roma, entre os dias 03 e 28 deste mês, com o tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, cada pessoa é chamada a refletir sobre esta realidade: “Eu sou uma missão nesta terra, e para isso estou neste mundo”, exorta o Papa Francisco. Jovens, discípulos missionários, apaixonados por Jesus e pela sua missão.

 

É também o mês do Rosário, de São Francisco de Assis e de Nossa Senhora Aparecida. Neste ano, teremos as eleições em todo o Brasil, oportunidade para fazer da política uma missão inestimável de dedicação, para a obtenção do bem comum da sociedade.

A missão é obra de Deus. Em Jesus Cristo temos o exemplo daquilo que o Pai gostaria de ver em seus filhos e filhas, em seus discípulos. Amar os pequenos, ajudar a erguer os caídos, doar-se em favor de outras vidas. A missão é de Deus, e com a qual somos chamados a colaborar. Não podemos fugir dessa responsabilidade. Toda a comunidade é chamada a ser missionária.

           

A cooperação missionária tem por objetivo promover a participação de todos na missão. Essa participação se realiza pela oração, por meio da ajuda material e colocando-se à disposição para servir na missão.

 

Neste Ano Nacional do Laicato, com o tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e o lema: “Sal da terra e luz do mundo”, todos os leigos e leigas sintam-se animados à missão; assumindo a responsabilidade de serem fermento para uma sociedade renovada, onde a corrupção e a desigualdade deem lugar à justiça, à solidariedade e à prática do bem.

Olhemos para Maria missionária, a mais nobre servidora, que nos tira do comodismo e faz fervilhar nosso interior para praticarmos o bem. Ela nos trouxe Jesus, nossa salvação.

 

Rezemos por todos os missionários e missionárias! Sejamos, também, verdadeiros missionários na vida cotidiana!

 

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena

Bispo de Nazaré - PE

© 2016-2018 por Cúria Diocese de Nazaré.