A JMJ no Panamá

Foto: Vatican News

A Jornada Mundial da Juventude é uma realidade mundial. Ela tem como objetivo fundamental oferecer o encontro pessoal com Cristo, que muda a vida, promove a paz, a unidade e a fraternidade dos povos e das nações, por meio da juventude; além de desenvolver processos de nova evangelização destinada aos jovens. É também um encontro de jovens de todo o mundo com o Papa, em um ambiente festivo, religioso e cultural, que mostra o dinamismo de uma Igreja viva, jovem e testemunha da mensagem de Jesus. É um tempo de profunda renovação espiritual da juventude, que beneficia todas as criaturas e nações.

O fundador e primeiro promotor da JMJ foi São João Paulo II. As JMJs foram gestadas entre 1983 e 1985, por ocasião de grandes encontros de São João Paulo II com os jovens. Logo, desejou que a JMJ acontecesse todos os anos no Domingo de Ramos, como um encontro de dioceses, e também a cada dois ou três anos, como um encontro internacional, em um lugar estabelecido por ele, tratando sempre de temas voltados para a juventude.

Vivemos a 34ª Jornada Mundial da Juventude no Panamá, de 22 a 27 de janeiro de 2019, com o lema centrado na figura de Maria: “Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua Palavra” (Lc 1,38). É a primeira vez na História que uma JMJ acontece na América Central.

O Panamá é um pequeno país da América Central, onde fica localizado o canal que liga os oceanos Atlântico e Pacífico. A nação também une as Américas do Norte e do Sul. A Cidade do Panamá, capital panamenha, durante a JMJ, tornou-se a capital mundial da juventude. Jovens de todo o mundo estão presentes. A Diocese de Nazaré está representada por jovens que se organizaram individualmente. O jovem Hudson Ramos, da Paróquia de São José, de Carpina, foi como voluntário da JMJ. É um serviço voluntário de jovens que se colocam à disposição antes e durante toda a JMJ. Parabéns, Hudson!

Queridos jovens, não tenham medo! Tenham coragem de ser santos nos tempos de hoje. Vivam a juventude! Sejam jovens felizes! Mostrem ao mundo que é possível ser feliz, porque Jesus Cristo é a razão de nossa felicidade. Vivenciem a JMJ do Panamá e contagiem toda a nossa querida Diocese de Nazaré. Vejam o que disse o Papa Francisco aos jovens do mundo inteiro na cerimônia de abertura, na cidade do Panamá: “O amor de Jesus é o amor silencioso da mão estendida no serviço e na doação sem se vangloriar”. E, em seguida, convidou os jovens a manter vivo este “sonho que nos faz irmãos”.  Jovens, vivam no amor e na missão de fazer discípulos!

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena

Bispo de Nazaré - PE

© 2016-2018 por Cúria Diocese de Nazaré.